12 de Novembro de 2019

Notícias

Aprovado o Plano Municipal de Saneamento Básico de Boqueirão do Piauí

O PMSB segue para Câmara Municipal de vereadores onde deve se tornar Lei Municipal de Saneamento Básico do Município.

A Prefeitura de Boqueirão do Piauí realizou na manhã de quarta-feira (29), através da Fundação Escola e Sociologia e Política de São Paulo – FESP-SP a  I Conferência Final do Plano Municipal de Saneamento Básico do município.
 
O Plano Municipal de Saneamento Básico é composto por um  conjunto de serviços relativo ao processo de abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de resíduos sólidos, drenagem, manejo das águas pluviais em área urbanas e rurais e compreende a um período de atuação pelos próximos 20 anos.
O objetivo da conferência apresentar o Plano Municipal de Saneamento Básico para a população que foi elaborado de acordo com as necessidades estruturais de saneamento da zona urbana e rural do município, destacando o abastecimento de água, o esgotamento sanitário, a drenagem e limpeza urbana, o manejo de águas pluviais e destinação adequada de resíduos sólidos. O PMSB foi aprovado por unanimidade.
O prefeito Solteiro Alves participou da conferência e destacou a importância da elaboração e execução do Plano Municipal de Saneamento Básico no município. “Hoje estamos vivendo um passo importante para a infraestrutura e a saúde pública de Boqueirão do Piauí. Esse plano traz um completo diagnostico sobre as necessidades do município no que diz respeito ao abastecimento de água, esgotamento sanitário, drenagem e resíduos sólidos, bem como sugere ações/projetos, em pequeno, médio e longo prazos, para melhorar a qualidade de vida da população”, comentou o prefeito.
A cidade de Boqueirão foi um dos 100 municípios do Estado do Piauí que foi contemplado pela FUNASA, com o apoio técnico para a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico. 
No município, a elaboração do Plano foi conduzida por técnicos da Fundação Escola Sociologia e Política de São Paulo (FESP-SP), membros dos Comitês de Coordenação e Execução e representantes da sociedade civil.
A Conferência foi realizada no espaço do serviço de convivência e contou com a presença de representantes das comunidades, dos sindicatos, associações, igrejas, vereadores, prefeito, representantes da FUNASA, equipe da administração  municipal e representantes da sociedade civil.
O PMSB segue para Câmara Municipal de vereadores onde deve se tornar Lei Municipal de Saneamento Básico do Município.